DEBUG:
DEBUG:
DEBUG: basic
Estaremos de volta

A 31 de janeiro, surgirão notícias sobre fogos de artifício e festejos de rua em todo o Reino Unido, mas pelo menos metade de nós preferiria não ir embora. Votámos em Permanecer no Referendo de 2016 porque valorizamos tudo o que a adesão à UE nos concedeu. Esta é uma carta aos nossos queridos amigos europeus.

É difícil sobrevalorizar as quatro liberdades de que gozámos no Reino Unido enquanto cidadãos da UE; quantos de nós viajámos, trabalhámos, amámos e morámos em vários Estados Membros. Desfrutámos do extraordinário acesso a produtos e alimentos que puderam ser importados sem taxas alfandegárias. As nossas vidas e cultura foram enriquecidas pela livre circulação de pessoas de 27 outros países. Poucos de nós chegaram a todas essas 27 fronteiras, mas milhões de nacionais desses países optaram por se mudar para o Reino Unido, onde beneficiámos e crescemos com as interações com aqueles, por vezes alvo do acaso e por outras planeadas.

Os muitos milhões de Europeístas no Reino Unido entendem que os nossos direitos como cidadãos foram fortalecidos enquanto membros da UE. Beneficiámos da segurança, do emprego, do bem-estar, dos direitos humanos ou simplesmente da paz duradoura. O Fundo Social Europeu tem sido a espinha dorsal de muitos serviços de apoio às pessoas menos privilegiadas da nossa sociedade, particularmente as mulheres com empregos mal remunerados.

No que respeita à crise climática, onde a cooperação é fundamental para obter reduções globais de emissões, a UE liderou o caminho no estabelecimento de metas e padrões.

Consideramos que a eliminação da nossa cidadania da UE é um crime contra tudo pelo que lutámos e nunca o iremos “superar”.

Portanto, para nós não haverá razão para tocar o sino, para festejos de rua ou para champanhe no dia 31 de janeiro. Em vez de comemorações, simplesmente acenderemos uma vela de esperança que colocaremos nas nossas janelas para mostrar uma firme determinação em defender os valores que absorvemos como cidadãos da UE e uma promessa para a nossa família espalhada pela UE:

Estaremos de volta!

Be the first to comment

Please check your e-mail for a link to activate your account.